11 de ago de 2016

Oração do dia: 11/08

          Mulheres são vitimadas pela cultura, família e religião. Peça a Deus que as ajude compreender o quanto Ele as considera valiosas e como o poder do Espírito Santo pode lhes dar coragem, gratidão, respeito, amor e comprometimento.  

Um comentário:

  1. Olá, eu Juliana Taveira, apresento a oração de hoje. Lutas sangrentas entre famílias têm dominado muitas sociedades, como as vinganças da máfia no sul da Itália e a violência entre famílias xiitas e sunitas no Iraque. Mas este fenômeno tem sido particularmente notável na Albânia e desde o fim do comunismo em 1991, estima-se que cerca de 9.500 pessoas foram mortas em brigas de famílias, baseadas no “Kanun”, um código familiar que vale há 500 anos e prega que “sangue deve ser pago com sangue”, sendo a família de uma vítima autorizada a se vingar de um assassinato matando qualquer um dos parentes homens do assassino. Essas lutas familiares têm destruído as estruturas familiares na Albânia, pois homens envolvidos em lutas familiares fogem para o exterior e muitos outros vivem presos dentro de suas próprias casas não podendo trabalhar, crianças não podem ir à escola, e famílias inteiras são privadas de ter uma vida normal. Por tradição, qualquer rapaz jovem o suficiente para manusear um rifle de caça é considerado um alvo para a vingança. Apesar das novas gerações não acreditarem mais nesta tradição, ainda persiste naquela sociedade a regra de que “O Kanun precisa ser obedecido e o sangue precisa ser vingado”. Vamos orar: “Querido Deus, coloca a Sua mão sobre esta sociedade marcada por lutas sangrentas entre famílias, oramos agora em favor deste povo, que eles possam conhecer o Seu Amor e o Seu perdão para assim aprenderem a perdoar e a amar. Oramos para que os governantes se emprenhem em banir essa prática cultural. Oramos pelas mulheres que são vitimadas pela cultura, família e religião. Pedimos que o Senhor as ajude compreender o quanto elas são valiosas e como o poder do Espírito Santo pode lhes dar coragem, gratidão, respeito, amor e comprometimento. Cuida Pai das mulheres que perderam seus maridos e hoje lutam para sustentar seus filhos. Em nome de Jesus”. Eu, Juliana Taveira, conto com suas orações.

    ResponderExcluir