21 de nov de 2015

Oração do Dia: 21/11

  
      Agradeça a Deus pelas tradutoras voluntárias do calendário de oração do PA a fim de que outros possam orar conosco em mais de 85 línguas. 

      

Um comentário:

  1. Olá, aqui é a Juliana Taveira e apresento a oração de hoje. Certamente, eu e você, que acompanha as orações do Projeto Ana, muitas vezes já nos perguntamos: “Senhor porque você tarda a responder a nossa oração ?” E nos sentimos desanimadas e fracas. Não é mesmo? Esperar o tempo de Deus não é nada fácil pois queremos resolver aquele problema agora! Mas ao longo dos anos temos testemunhado que Deus nunca se atrasa, mas também nunca chega adiantado. O tempo Dele é perfeito. Como é importante orarmos pelas vítimas do estupro, de abusos e de tantas violências. Inúmeras vidas têm sido destruídas pelo desamor e pela desesperança e os motivos de oração do calendário nos sensibilizará para orarmos com mais compaixão pelas vítimas. Lembro que num dos primeiros programas Mulheres de Esperança, nós encorajamos que alguém que soubesse ou visse uma mulher ser agredida de alguma forma, fizesse algo em favor dessa mulher. Ficamos surpresas com um senhor que nos escreveu que ao ouvir o programa ele resolveu defender sua própria filha. Ela sofria abusos do marido. Ele se levantou em favor de sua filha, colocando um ponto final nas agressões do genro. Ele recebeu encorajamento da parte de Deus, buscou a justiça de Deus e sua filha foi guardada. Tremendo, não? Então, sua oração faz muito efeito, pois quando oramos juntas através do Calendário de Oração do Projeto Ana, Deus move corações e livra as mulheres do mal que as acomete dia a dia! Desafio você a continuar a orar conosco! “Senhor, nos achegamos diante do Senhor com nosso coração compelido de fé, pedindo pelas tradutoras voluntarias do Projeto Ana, pois através da dedicação delas milhares de intercessores oram conosco em mais de 85 línguas. Oramos também por aquelas que recebem o calendário de oração. Que elas sejam fiéis em suas orações e encorajem outras para se unirem a elas, neste ato de amor e fé. Em nome de Jesus”. Eu, Juliana Taveira, conto com suas orações.

    ResponderExcluir