15 de nov de 2015

Oração do Dia: 15/11

      Agradeça a Deus pelas  muitas refugiadas novas que estão buscando amizade e um lugar seguro nas Casas Ana na Suécia e nos grupos de oração em muitos países. Ore para que busquem Deus e entendam que Ele se importa com elas e as convidem a aceitar o seu presente de salvação através de Jesus Cristo. 

Um comentário:

  1. Olá, aqui é a Juliana Taveira e apresento a oração de hoje. “Bendize ao Senhor, ó minha alma e não se esqueça de nenhum de seus benefícios”. Que salmo lindo esse não? Temos muito mesmo a bendizer o Senhor pela Casa de Apoio Ana no Brasil que se localiza em Araguaína no Tocantins. Ali estamos oferecendo cursos profissionalizantes para as mulheres, ao mesmo tempo em que recebem a Palavra de Deus, aconselhamento e amizade. Em outros países, como a Suécia, as Casas de Apoio Ana são procuradas pelas imigrantes que encontram um lugar seguro para se reunirem e orarem juntas. É lindo ver como este ministério de compaixão e amor tem transformado a vida das mulheres, adolescentes e crianças que ali são acolhidas e cuidadas física, emocional e espiritualmente. Juntos, agora, vamos agradecer ao Senhor. Você me acompanha em oração? “Amado Pai, sabemos que sua mão é que opera em nós tanto o querer como o efetuar e que quando colocamos nossas vidas ao seu serviço os frutos logo aparecem. Louvado seja o seu nome pelo crescimento do Projeto Ana ao redor do mundo, pelas Casas de Apoio Ana já implantadas, que têm dado tantos frutos bons nas vidas das mulheres que ali chegam. Oramos para que cada mulher que frequenta as Casas de Apoio Ana entenda que o Senhor se importa com elas e as convida a aceitar a salvação através de Jesus. Obrigada por esse ministério de misericórdia, que estende os braços para dar à mulher oportunidades de ser incluída na sociedade, mas não só isso, têm dado às mulheres oportunidades de conhecer o seu amor por elas. Louvamos ao Senhor, pelo ministério de Casas de Apoio na Suécia que recebem muitas refugiadas buscando amizade e um lugar seguro. Somos gratas pois nos grupos de oração espalhados pelo mundo, refugiadas também tem encontrado apoio e cuidado. Em nome de Jesus”. Eu, Juliana Taveira, conto com suas orações.

    ResponderExcluir