17 de ago de 2015

Oração do Dia: 17/08

Ore para que os policiais deem mais apoio às mulheres que sofrem violência doméstica e que tratem a violência não apenas como uma simples ocorrência e sim como crime digno de punição. Ore para que juízes sentenciem os abusadores e exijam que busquem tratamento e paguem indenização.

Um comentário:

  1. Olá, eu, Susie Pek, apresento a oração de hoje. A violência e o abuso contra mulheres e crianças é um tema cada vez mais presente em nossos noticiários. Seja qual for o abuso físico ou moral, ele provoca feridas profundas, porém nem sempre elas são visíveis aos olhos humanos. Milhares de mulheres e crianças trazem as marcas destas “feridas” em suas vidas. Elas agem com medo, se isolam, são agressivas, sentem culpa ou vergonha, rejeitam seu próprio corpo, pensam em suicídio e se machucam propositalmente. Muitas, ainda acreditam que merecem ser tratadas com desrespeito e se submetem a uma vida de horrores. Outras por medo ficam em silêncio e não denunciam o seu agressor. Sabemos que, para superar e coibir de fato a violência e o abuso domésticos são necessárias políticas de apoio e prevenção. Também deve haver a denúncia e a punição aos agressores. As vítimas precisam confiar que serão ouvidas, respeitadas e protegidas. Muitos desafios ainda precisam ser superados, mas através das nossas orações podemos clamar ao Senhor por transformação. Podemos confiar que Seu Amor vai nos ensinar a viver e a caminhar na direção correta. Vamos orar: “Senhor, age no coração das autoridades policiais para que elas levem a sério cada denuncia e protejam essas mulheres e crianças. Oramos para que os policiais deem apoio às vítimas de violência doméstica e tratem a violência como um crime. Que seus abusadores sejam punidos e condenados com todo rigor da lei e sejam obrigados a pagar uma indenização às vítimas. Oramos para que os abusadores busquem tratamento médico para que não machuquem mais ninguém. Transforma o medo em coragem, a dor em alegria e cura todas as feridas. Assim oramos em nome de Jesus”. Eu, Susie Pek, considero uma honra orar com você.

    ResponderExcluir